.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo

O I Encontro Nacional de Informatização prossegue na manhã desta sexta-feira (15/09) em Goiânia com a discussão sobre a unificação de classes e tabelas do Judiciário. Este trabalho, desenvolvido pelo CNJ, trata de padronizar a taxionomia usada pelos órgãos do Judiciário, dando o mesmo nome, em todos os segmentos, para atos e processos semelhantes. A padronização é importante para a implementação da rede virtual na Justiça brasileira, de maneira que os processos possam migrar de um tribunal para outro sem problemas de nomenclatura.
O evento é promovido pelo CNJ em parceria com o Colégio Permanente de Presidentes de Tribunais de Justiça, com o apoio do Tribunal de Justiça de Goiás.Após a discussão sobre a taxionomia, os participantes conhecerão com mais detalhes o funcionamento do sistema de processo virtual desenvolvido pelo CNJ e receberão os códigos-fontes do sistema, para que façam as adaptações necessárias para o uso em seus tribunais e passem a operar com ele em caráter experimental.
O sistema de processo virtual do CNJ foi desenvolvido em software livre e será disponibilizado aos tribunias sem nenhum custo. O I Encontro Nacional de Informatização encerra-se na tarde desta sexta-feira.