.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo

Os Tribunais de justiça que participaram do I Encontro Nacional de Informatização já passarão a usar o sistema de processo virtual em caráter experimental. Os representantes dos órgãos do Judiciário receberam os códigos-fontes para a implementação do sistema. De acordo com o secretário-geral do Conselho Nacional de Justiça, juiz Sérgio Tejada, a idéia é que cada tribunal implemente o sistema em piloto em uma vara ou comarca, para identificar eventuais problemas e encontrar soluções, numa fase prévia à instalação plena do sistema.

Um novo encontro para fazer um primeiro balanço da experiência será realizado em Vitória (ES) nos dias 26 e 27 de outubro, quando deverão ser assinados os convênios de cooperação técnica entre os tribunais e o CNJ. Antes, no dia 3 de outubro, técnicos envolvidos na implantação do sistemas nos TJs se reúnem em Brasília para definir a metodologia para trabalhar no código do sistema.

As decisões foram tomadas ao final do I Encontro Nacional de Informatização, que se encerrou em Goiânia nesta sexta-feira, depois de dois dias de discussões. O evento foi promovido pelo CNJ em parceria com o Colégio Permanente de Presidentes de Tribunais de Justiça, com apoio do Tribunal de Justiça de Goiás.

Posteriormente, o sistema será apresentado para outros segmentos do Judiciário, para novos testes. Depois de feitas as adaptações eventualmente necessárias, o sistema será oficialmente lançado e ficará disponível, sem custos, para todos os órgãos do Poder Judiciário.