.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo
Evento faz parte de atividades do Ministério Público Federal  em comemoração aos 30 anos da Constituição Federal. FOTO: Gil Ferreira/Agência CNJ
Evento faz parte de atividades do Ministério Público Federal em comemoração aos 30 anos da Constituição Federal. FOTO: Gil Ferreira/Agência CNJ

O corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, participou, na tarde desta sexta-feira (5), da conferência Ministério Público Guardião da Constituição: Uma história de combate ao crime e de proteção aos Direitos Humanos. O evento faz parte de uma série de atividades promovidas pelo órgão ao longo de 2018, em comemoração aos 30 anos da Constituição Federal.

Em seu discurso, Humberto Martins lembrou da grande expectativa e empolgação nacional vividas em 1988 e repetiu as palavras do então deputado federal Ulisses Guimarães, presidente da Assembleia Nacional Constituinte, ao declarar a promulgação do “documento da liberdade, da dignidade, da democracia, da justiça social do Brasil”.

Fortalecimento

Em relação ao Ministério Público, o ministro destacou o fortalecimento que a Carta de 88 garantiu à instituição, legitimando-a como órgão essencial à Justiça, defensor das leis, da democracia e dos interesses difusos e coletivos.

“Ao longo desses anos, o que se vê é que o Ministério Público tem atuado incansavelmente no combate aos crimes, na defesa do meio-ambiente, nas lutas pelos direitos dos hipossuficientes, enfim, na preservação dos valores maiores estabelecidos pela sociedade e positivados em nossa Carta Magna”, disse o ministro.

Ao prestar homenagem a todos os membros do Ministério Público, o corregedor destacou a atuação e dedicação de homens e mulheres que, segundo ele, compõem “uma valorosa e respeitada instituição”, “reconhecida e admirada pela população brasileira como a defensora incansável dos direitos e garantias da sociedade e dos valores democráticos”.

Corregedoria Nacional de Justiça


Tópicos: corregedoria nacional de justiça