.
.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo
No ano, tribunal encaminhou 704 itens, entre espingardas, revólveres e pistolas, como prevê o CNJ (Divulgação/TJAL)
No ano, tribunal encaminhou 704 itens, entre espingardas, revólveres e pistolas, como prevê o CNJ (Divulgação/TJAL)

Mais 196 armas de fogo foram entregues ao 59° Batalhão de Infantaria Motorizado, nesta segunda-feira (03), pelo corregedor-geral da Justiça de Alagoas, desembargador Paulo Lima, que seguem para serem destruídas no paiol do Exército Brasileiro, localizado em Recife.

Só este ano, o Poder Judiciário de Alagoas encaminhou 704 armas de fogo ao Exército, que saíram definitivamente de circulação, conforme prevê a resolução n° 134, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
Após serem periciadas, as armas, vinculadas a processos judiciais, são enviadas para o Centro de Custódia de Armas e Munições (CCAM) do Poder Judiciário, de onde seguem para serem destruídas pelo Exército.
A entrega das armas foi acompanhada pelo coordenador do CCAM, Nelson Brandão, tenente Contat, pelos sargentos do Exército, Alex Vieira e Vanier e pela sargento Edna, da Polícia Militar.

Fonte: TJAL


Tópicos: Desarmamento, destruição de armas