.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo
Iniciativa busca maior integração entre servidores, além de promover conscientização ambiental (Divulgação/TJAC)
Iniciativa busca maior integração entre servidores, além de promover conscientização ambiental (Divulgação/TJAC)

O Tribunal de Justiça do Acre deu início, no dia 10, às atividades do Projeto Horta Compartilhada, cujo objetivo é incentivar o cultivo de plantas livres de agrotóxicos, estimular hábitos alimentares saudáveis, fortalecer o convívio comunitário e recriar a ligação entre o campo e a cidade.

O lançamento oficial da ação socioambiental foi realizado na presença da governadora do Estado do Acre, em exercício, desembargadora Denise Bonfim (presidente da Corte de Justiça).
Também compuseram o dispositivo de honra para o ato a vice-presidente do TJAC, em exercício, desembargadora Eva Evangelista, a corregedora-geral da Justiça e coordenadora do Núcleo Socioambiental Permanente (NUSAP) do Tribunal, desembargadora Waldirene Cordeiro, a presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AC), desembargadora Regina Ferrari, e o diretor-presidente do Instituto de Meio Ambiente do Acre (IMAC), Paulo Viana.
Na oportunidade, a Presidência do TJAC e a Coordenação do NUSAP conferiram certificados a 17 colaboradores que já atuam no Projeto Horta Compartilhada pela “inestimável contribuição à sustentabilidade ambiental”.
A ação, além de promover a conscientização ambiental e a cultura da sustentabilidade no ambiente de trabalho, também tem como objetivo proporcionar uma oportunidade qualificada para maior integração entre magistrados, servidores e colaboradores do TJAC.
“Essa é mais uma ação no sentido da preservação do meio ambiente, da conscientização ambiental e de uma melhor qualidade de vida. Por meio do NUSAP, com o apoio da nossa presidente, desembargadora Denise Bonfim, e da minha suplente, desembargadora Eva Evangelista, nós envolvemos todas as diretorias e gerências do Tribunal na busca por um mundo melhor para nós e para as futuras gerações. Isso não é um chavão, tampouco um mantra, mas é a nossa realidade. Precisamos, ainda que minimamente, contribuir para a preservação do nosso planeta”, considerou a coordenadora do NUSAP, desembargadora Waldirene Cordeiro.
“A desembargadora Waldirene Cordeiro tem feito um ótimo trabalho à frente do NUSAP, a quem agradeço. Agradeço também aos demais desembargadores, que, de uma forma ou de outra, também colaboram com esse trabalho. Essas iniciativas têm levado o nosso Poder Judiciário a um nível nacional e é isso que nós queremos”, disse a governadora do Estado do Acre, em exercício, desembargadora Denise Bonfim.
Plano de Logística Sustentável (PLS)
As atividades do Projeto Horta Compartilhada fazem parte do PSL do Tribunal de Justiça do Acre, atendendo à determinação contida na Resolução CNJ nº 201/2015, que impõe a adoção de práticas de sustentabilidade com vistas à construção de um novo modelo de cultura institucional e à inserção de critérios de sustentabilidade nas atividades do Poder Judiciário.
Os servidores interessados em participar do projeto devem se inscrever junto à administração do NUSAP. Em seguida, eles recebem mudas da Diretoria de Gestão Estratégica (DIGES) ou trazem suas próprias mudas de casa para o canteiro que deverão cuidar e manter na sede do TJAC. Além disso, eles também deverão participar de encontros e oficinas relacionadas ao tema sustentabilidade ambiental.

Fonte: TJAC


Tópicos: meio ambiente,Sustentabilidade,Consciência ambiental,Gestão ambiental,gestão socioambiental,Plano de Logística Sustentável (PLS)