.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo
TRF1 inicia campanha no dia 24. Leitura serve para abater pena, como prevê resolução do CNJ (Carlos Alberto/TJMG)
TRF1 inicia campanha no dia 24. Leitura serve para abater pena, como prevê resolução do CNJ (Carlos Alberto/TJMG)

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região, por meio de sua Divisão de Gestão da Informação e Biblioteca (Digib), vai colaborar com o 5º Presídio Federal do país, recentemente construído em Brasília. No dia 24 de setembro, a unidade, em parceria com a Assessoria de Comunicação Social (Ascom), inicia a campanha de arrecadação de livros para compor o acervo da Penitenciária Federal Intitulada “Ler liberta – Doe conhecimento”, a campanha objetiva alcançar todo o corpo funcional do TRF1 e da Seção Judiciária Federal e arrecadar 1.000 livros, entre obras de cunho literário, jurídico e didático, e outras que não incitem a violência e que estejam em bom estado de conservação. A existência de bibliotecas em presídios é uma determinação da Lei 7.210/84 - Lei de Execução Penal, de 11 de julho de 1984. O espaço literário tem papel fundamental na ressocialização e reabilitação dos internos, precisando, constantemente, de doações de livros para se manterem abertos.

No dia 8 de agosto, a corregedora regional da 1ª Região, desembargadora federal Maria do Carmo Cardoso, e os desembargadores federais Néviton Guedes e Mônica Sifuentes realizaram uma visita institucional à nova unidade prisional no Distrito Federal, acompanhados pelos juízes federais convocados da Corregedoria Regional (Coger) Dayse Starling e Bruno Cesar Bandeira Apolinário; o diretor do foro da Seção Judiciária do Distrito Federal (SJDF), juiz federal Itagiba Catta Preta Neto; o juiz federal Saulo.

Fonte: TRF1


Tópicos: sistema carcerário e execução penal,remição de pena