.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo
Dividido em quatro partes, material dá dicas de como interagir com pessoas com diferentes deficiências
Dividido em quatro partes, material dá dicas de como interagir com pessoas com diferentes deficiências

Na última sexta-feira, 21/9, foi celebrado o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência. Um dos princípios básicos para a inclusão dessas pessoas está no lema “Nada sobre nós sem nós”. Assim, para comemorar a data, o TJDFT divulgou dicas simples, mas importantes, para que as pessoas saibam lidar melhor com aquelas que têm algum tipo de deficiência. As informações foram colhidas principalmente das vivências dos servidores do Tribunal e foram transformadas em quatro vídeos que serão exibidos ao longo desta semana.

O primeiro vídeo tem duração de três minutos e aborda, entre outras coisas, nomenclatura, prioridades e exclusividades. 
Lembre-se: A inclusão, em seu aspecto atitudinal, depende também de você.

Núcleo de Inclusão

O TJDFT instituiu, em 2009, o Núcleo de Inclusão por meio da Portaria GPR 811/09. Subordinada diretamente à Presidência da Casa, a unidade foi criada com a responsabilidade de planejar, implementar e promover ações integradas no sentido de viabilizar a efetiva inclusão da pessoa com deficiência. Em junho de 2015, pela Portaria Conjunta 63/2015, o Tribunal regulamentou seu Programa de Inclusão que passou a ser coordenado pela Comissão Multidisciplinar de Inclusão.
Fazem parte da Comissão: Juízes de Direito; Núcleo de Inclusão; Secretaria Geral da Corregedoria; Secretaria Geral do Tribunal; Secretarias de Recursos Humanos, Saúde, Soluções e Tecnologia da Informação, Recursos Materiais e Administração Predial; Coordenadoria de Segurança e Inteligência; Coordenação de Projetos e Gestão de Contratos de Obras; e servidores efetivos ocupantes de vaga reservada às pessoas com deficiência. 
Atualmente, o TJDFT conta com 272 servidores com deficiência em seu quadro de pessoal.

Fonte: TJDFT


Tópicos: Acessibilidade