.
Início do cabeçalho
.

Início do conteúdo

Início do conteúdo
Resolução do Conselho Nacional de Justiça prevê que 5% do quadro interprete sinais (Gil Ferreira/Agência CNJ)
Resolução do Conselho Nacional de Justiça prevê que 5% do quadro interprete sinais (Gil Ferreira/Agência CNJ)

A Escola da Magistratura do Estado de Rondônia (Emeron) iniciou nesta quarta-feira, 24, a primeira formação própria, na modalidade a distância, em Língua Brasileira de Sinais (Libras). A realização do curso visa cumprir a resolução N. 230/2016 do Conselho Nacional de Justiça, que determina que cada órgão do Poder Judiciário deverá dispor de, pelo menos, cinco por cento de servidores, funcionários e terceirizados, capacitados para o uso e interpretação da Libras, de forma a garantir o direito dos cidadãos surdos de se comunicarem e de serem atendidos de forma inclusiva e humana.

O curso é ministrado pela especialista em Tradução e Interpretação de Libras Nathali Fernanda Machado Silva, responsável pelo Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Educacionais Específicas, do IFRO, campus Porto Velho/ Calama.
Quarenta servidores indicados pelo Departamento de Acompanhamento e Desenvolvimento de Carreiras - Deadec estão recebendo a formação, que foi iniciada com o curso "Introdução à Libras", oferecida pela Escola Virtual de Governo, também na modalidade Ead. Em continuidade aos estudos, a Emeron oferece um curso que abrange, além dos conteúdos básicos de Libras, expressões contextualizadas ao judiciário, como cidades de Rondônia, ambiente de trabalho, documentos processuais, profissões e instituições jurídicas.
A formação está disponível aos participantes  na plataforma de ensino a distância da Emeron ( http://ead.tjro.jus.br ), no período 24 de setembro a 20 de novembro de 2018. A coordenação do curso ressalta que todas as senhas de acesso foram encaminhadas nos e-mails cadastrados e em caso de não recebimento, os discentes deverão contatar a Seção de Educação a Distância pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Além das atividades virtuais, no dia 12 de novembro, os discentes terão a oportunidade de participar de um encontro presencial para prática em conjunto e simulação de atendimento ao jurisdicionado surdo. O encontro tem como objetivo auxiliar os alunos a fixar o conhecimento e sanar dúvidas. O encontro será realizado na sede da Emeron das 8h às 12h e das 14h às 18h.

Fonte: TJRO


Tópicos: Acessibilidade,Língua Brasileira de Sinais - Vlibras