Últimas páginas visitadas

.

Cadastro Nacional de Presos - BNMP 2.0

files/conteudo/imagem/2018/02/938d7634ec30db442f417f5b7e6d8ef8.jpg

files/conteudo/imagem/2018/02/beac01de0db0f077ac589123f2bdaac6.jpg

files/conteudo/imagem/2018/08/52421499b28d001f7ff2ead4d3f9dbb5.png

O Banco Nacional de Mandados de Prisão - BNMP, implementado pelo CNJ em 2011 e já integrado em todos os tribunais, é uma ferramenta que possibilita o registro e consulta de informações sobre mandados de prisão.

A atual crise no sistema carcerário mostrou a necessidade de dados mais amplos e informações confi áveis para permitir o planejamento
necessário para mudarmos essa realidade no Brasil.

Assim, o CNJ desenvolveu o Banco Nacional de Monitoramento de Prisões, o BNMP 2.0. Esta nova versão do sistema vai permitir, além do monitoramento das ordens de prisão expedidas pelo Judiciário, o controle do cumprimento das ordens de prisão e soltura em âmbito nacional e em tempo real, permitindo a criação de um Cadastro Nacional de Presos.

O Cadastro vai trazer mais segurança para a sociedade e eficiência para o Judiciário, já que todas as informações sobre pessoas procuradas pela Justiça ou presas em estados diversos estarão, agora, integradas.

A partir da alimentação dos dados, o Poder Judiciário criará um banco de dados dinâmico e de abrangência nacional.


Para saber como o BNMP funciona assista aos vídeos no final desta página.


O que a sociedade ganha com o novo BNMP?

SEGURANÇA PÚBLICA, com a integração de informações sobre presos em nível nacional.
PROTEÇÃO de vítimas, que poderão ser informadas sobre a prisão e soltura do acusado.
SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO, será gerado um número único nacional de peças, as quais poderão ter sua autenticidade
conferida on-line por meio de um QR Code.
TRANSPARÊNCIA, com consulta pública de pessoas e documentos processuais, além da produção de estatísticas relevantes.

E o Poder Judiciário?

EFICIÊNCIA na jurisdição criminal e na execução de penas.
CONTROLE da informação com independência dos dados do Poder Executivo.
RACIONALIDADE, já que não será necessária a emissão de diversos relatórios sobre presos.
AGILIDADE, por meio da padronização de rotinas e emissão de alertas.
PLANEJAMENTO, com a criação do Cadastro Nacional de Presos, permitindo a produção de dados relevantes para a definição da política criminal.

Com a implantação do BNMP 2.0, o CNJ estará cumprindo sua parte para trazer o sistema prisional brasileiro para o século XXI.


1. Conheça o BNMP 2.0

 

2. Cadastro e acesso ao Sistema

 

3. Como assinar peças

 

4. Mandados de Prisão

 

5. Alvarás de Soltura

 

6. Extinção de punibilidade por morte

 

7. Audiências de Custódia

 

8. Acervo de Execução

 

 
 
 
 
.
.

SEPN Quadra 514 norte, lote 9, Bloco D CEP: 70760-544 

Telefones - 55 61 2326-5000 Horário de atendimento ao público: das 12h às 19h, de segunda a sexta-feira, exceto nos feriados.

W3C Válido