TJBA comemora resultados do dia 8 de dezembro

Compartilhe

Durante o mutirão do Dia Nacional da Conciliação, 8 de dezembro, os Juizados Especiais do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) alcançaram um percentual de 57,6%, superando a média nacional de 54% de conciliações. Os dados são da Coordenadoria dos Juizados Especiais, chefiada pelo juiz Cícero Landim.

Durante o mutirão do Dia Nacional da Conciliação, 8 de dezembro, os Juizados Especiais do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) alcançaram um percentual de 57,6%, superando a média nacional de 54% de conciliações. Os dados são da Coordenadoria dos Juizados Especiais, chefiada pelo juiz Cícero Landim.

Segundo o magistrado, foram realizadas 1.025 audiências, com 590 conciliações. O juizado com o maior índice foi o do Núcleo de Assistência Jurídica (Baixa dos Sapateiros), com 88% dos processos relativos ao Unibanco conciliados. A empresa que mais conciliou foi a Losango, que pertence ao grupo HSBC e que destacou um diretor do Rio de Janeiro e um advogado do Paraná para participar das audiências no Juizado do Largo do Tanque. Nesse caso, conseguiu-se um índice de 83% de conciliações. Em segundo lugar está o Unibanco, com 62% de conciliações, HSBC com 56%, Telemar/Oi com 49% e por fim ficaram a ABN/Amro e a Finasa, ambas com 48%.

O coordenador dos juizados afirma que a realização de mutirões de conciliação é uma tendência que só irá se fortalecer, inclusive com outros pequenos mutirões realizados em outras comarcas. Segundo ele, as próprias empresas estão solicitando, com uma alternativa para pôr fim a processos que estão pendentes há anos.

Landim também declara que o resultado do Dia Nacional da Conciliação na Bahia foi bastante positivo. "Realizamos o mutirão em um feriado, e mesmo assim superamos a média nacional", avalia. (Assessoria de Comunicação do TJBA).