CNJ cria hashtag para divulgar a Semana da Conciliação

Você está visualizando atualmente CNJ cria hashtag para divulgar a Semana da Conciliação
Compartilhe

Quem está presente em alguma rede social ou já passeou por alguma das chamadas novas mídias já deve ter visto a hashtag #EuConcilio, elaborada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para ajudar a divulgar a Semana Nacional de Conciliação, que ocorre a partir desta segunda-feira e vai até sexta (6/12), nos tribunais estaduais, federais e do trabalho de todo o País. A hashtag é um instrumento de busca nas redes sociais. Quando digitada, a citação fica disponível para busca desse material nas redes.

“Quando alguém digita #EuConcilio em uma rede social, vai encontrar o que foi postado sobre esse assunto. Isso vale para todas as redes sociais que possuem a ferramenta”, explica Tarso de Oliveira Rocha, coordenador de Comunicação Institucional do CNJ.

A hashtag foi idealizada pela equipe de mídias sociais do CNJ com o objetivo de disseminar a ideia da conciliação para o maior número de pessoas. A campanha #EuConcilio segue o conceito criado no ano passado com o mote Quem concilia sempre sai ganhando.

Além da utilização da hashtag no Twitter, o CNJ está incentivando tribunais e conciliadores a demonstrar, por meio de fotos, o envolvimento dos profissionais e o impacto na Semana Nacional de Conciliação com a publicação de fotos sobre as audiências no Instagram.

Para participar, basta postar uma foto no Instagram, marcar o perfil da instituição (@CNJ_oficial) e utilizar a hastag #EuConcilio. Poderão ser postadas fotos da equipe de conciliação, dos bastidores e das solenidades de abertura da Semana.

Pioneirismo – Atualmente, o CNJ possui 209 mil seguidores no Twitter. No Facebook, a rede social de maior alcance mundial, 282 mil pessoas curtem a página. Criado em 11 de novembro, o perfil no Instagram já conta com 500 seguidores.  

O perfil do CNJ está nas redes sociais desde 2010. Nessa época, todas as matérias feitas pela equipe de jornalismo do órgão eram publicadas automaticamente na fanpage facebook.com/cnj.oficial. Em 2012, o CNJ chegou ao Twitter.

Além de manter um perfil no microblogue, o CNJ também alimenta o YouTube e o Flickr com vídeos e fotos de sessões plenárias; reuniões e eventos do interesse do CNJ; mutirões carcerários; programas; campanhas; e outros.

Quem pode conciliar – Quem tiver interesse em conciliar deve entrar em contato com o Núcleo de Conciliação no seu estado ou município.  Em qualquer momento do processo é possível conciliar.   
 
A Conciliação é um meio de solucionar um conflito judicial de forma simplificada, mais barata e rápida. Ela resolve o conflito em um único ato, sem necessidade de produção de provas. Também reduz custos, pois as partes evitam gastos com documentos e deslocamentos aos fóruns.
 
Na sessão de conciliação, as partes podem ou não estar acompanhadas de um advogado. Caso não gostem da proposta final, podem deixar o processo seguir os trâmites normais. A conciliação é um ato espontâneo e voluntário, que ocorre de comum acordo entre as partes. A intenção é que se chegue à solução dos conflitos sem a imposição do juiz.

Regina Bandeira
Agência CNJ de Notícias