CNJ no Ar desta terça-feira destaca práticas para recolocar presidiários no mercado de trabalho

O CNJ no Ar desta terça-feira (31/5) apresenta reportagem sobre cerca de 700 detentos que cumprem pena no regime semiaberto no Maranhão e passam por censo para facilitar o acesso a cursos e chances de emprego de acordo com escolaridade e perfil profissional. O programa mostra também uma iniciativa no Mato Grosso do Sul, em que empresários e o Serviço Social do Comércio (SESC) ganham o chamado Selo Começar de Novo, do programa Começar de Novo do CNJ, lançado em 2008 com o objetivo de promover a reinserção social dos presos e egressos no mercado de trabalho.
Feito em parceria entre o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Rádio Justiça, o programa é transmitido de segunda a sexta-feira, sempre às 10h, pela Rádio Justiça na freqüência 104,7 FM ou pelo site www.radiojustica.jus.br.

Agência CNJ de Notícias

Deixe um comentário