CNJ no Ar discute adoção e tráfico de pessoas

Compartilhe

O programa CNJ no Ar desta segunda-feira (27/2) vai mostrar que o perfil de crianças e jovens exigido pelos pretendentes é o principal entrave para reduzir a fila de adoção. Os principais gargalos e avanços nesta área são analisados pelo coordenador do Cadastro Nacional de Adoção (CNA), juiz Nicolau Lupianhes Neto.

Outro tema do CNJ no Ar é o Simpósio Internacional sobre Tráfico de Pessoas que será realizado em Goiânia. Em entrevista, o juiz auxiliar da presidência do CNJ, José Eduardo Chaves, fala sobre os temas que serão discutidos durante o evento que reunirá autoridades do Brasil e do exterior.

O CNJ no Ar consiste numa parceria do CNJ com a Rádio Justiça. O programa é transmitido pela Rádio Justiça, de segunda a sexta-feira, a partir das 10h, na frequência 104,7 FM. Também pode também ser acessada pelo site www.radiojustiça.jus.br.

Agência CNJ de Notícias