CBF apoia campanha Crack Nem Pensar

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) também aderiu à campanha “Crack, nem Pensar”, lançada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em parceria com o Instituto Crack nem Pensar e o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).  A campanha foi lançada durante os jogos da Série A do Campeonato Brasileiro, no último domingo (03/6) – também Dia Internacional de Combate às Drogas. Conta, ainda, com o apoio de redes de televisão e de clubes e federações estaduais de futebol. Entre as ações previstas, destaca-se a veiculação, até o dia 31 de agosto, pelas redes de TVs abertas, de um vídeo para as famílias e os jovens sobre os perigos do consumo da droga.

Na Seleção Brasileira o engajamento da equipe foi considerado imediato, sobretudo por parte de jogadores como Lúcio e Neymar. Neymar destacou que considera importante dar contribuição à campanha, ajudando os jovens a se conscientizarem em relação ao tema. Já o capitão Lúcio afirmou que se sente na obrigação de participar de algo que possa ajudar no combate a uma droga tão nociva.

No total, o CNJ distribuirá aos tribunais brasileiros 10 mil exemplares da cartilha produzida por especialistas para a campanha. A publicação tem, como intuito, disseminar informações sobre o tema e os perigos do crack por meio das Coordenadorias da Infância e Juventude dos tribunais.

Agência CNJ de Notícias

Deixe um comentário