Ciclo de sessões extraordinárias se encerra com 87 processos julgados

Você está visualizando atualmente Ciclo de sessões extraordinárias se encerra com 87 processos julgados
Compartilhe

O ciclo de cinco sessões extraordinárias do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), todas presididas pela vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, resultou em 87 julgamentos. A ministra encerrou a sessão com um agradecimento aos membros do Conselho.

“Queria agradecer a todos os conselheiros. Aprendi muito nesse tempo em que estive aqui. Adorei estar aqui esses dias com os senhores. Foi um enorme prazer”, afirmou. A ministra disse esperar que o Conselho Nacional de Justiça continue o que tem sido para os juízes, “um órgão com essa projeção e reconhecimento, criado para ajudar o Poder Judiciário, e não atrapalhar, muito ao contrário disso”. “Cada novo ano que começa traz a possibilidade de acertarmos”, observou a ministra, que encerrou a reunião com a leitura do poema “Receita de Ano Novo”, do poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade.

As cinco sessões extraordinárias ocorreram entre 28 de novembro e 15 de dezembro, de acordo com portaria assinada pelo presidente do Conselho, ministro Ricardo Lewandowski, conforme previsto no inciso IV do artigo 6º do Regimento Interno do Conselho. Além das sessões extraordinárias, o CNJ realizou a 200ª Sessão Ordinária no último dia 2 de dezembro. A última sessão ordinária de 2014 será nesta terça-feira (16/12), no plenário do Conselho.

Agência CNJ de Notícias