CNJ bate novo recorde

Você está visualizando atualmente CNJ bate novo recorde
Compartilhe

A página do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no Facebook atingiu mais de 1,5 milhão de visualizações em apenas um único post no feriado do dia 1º de maio e conquistou o topo de repercussões em todo o mundo: 100 mil pessoas abriram o post e 83 mil curtiram, comentaram ou compartilharam a publicação em homenagem ao piloto brasileiro tricampeão Ayrton Senna, no Dia Internacional do Trabalho. Esta semana, a página do CNJ foi repercutida por 243 mil pessoas e as publicações da fanpage alcançaram diretamente 4,3 milhões de pessoas.

Dois dias antes, outro post da fanpage do CNJ fez grande sucesso: a frase do ex-presidente chileno Salvador Allende sobre Justiça gerou 932 mil visualizações e 38,5 mil repercussões. Com esses números, a página do CNJ foi alçada como a mais repercutida nesta semana entre as páginas do setor público em todo o mundo, superando as tradicionalmente mais acessadas: Casa Branca e a Agência Espacial Americana (Nasa).

“A criação da página do CNJ no Facebook atendeu em parte o objetivo estratégico de melhorar a transparência na gestão do Poder Judiciário, mas nossa comunicação vai muito além de notícias ou informações. Buscamos aprimorar a comunicação com o público externo, como também difundir valores éticos e morais a fim de contribuirmos na formação de cidadãos informados e conscientes”, afirmou o coordenador de Comunicação Institucional do CNJ, Tarso Rocha.

Essa não é a primeira vez a que a página do CNJ no Facebook atinge o topo de visualizações mundiais. Os posts sobre o Dia do Advogado e a Campanha Pai Presente, em dezembro do ano passado, também superaram outras páginas governamentais.

Atualmente, a página do CNJ no Facebook conta com 192 mil fãs e uma média de comentários e discussões sobre o órgão de 100 mil pessoas por semana. Como as publicações podem ser vistas pelos amigos de amigos, os posts podem ser recebidos por mais de 36 milhões de internautas.

O alto número de acessos ao Facebook do CNJ faz sentido pela quantidade de usuários do Facebook no mundo. O Brasil é o segundo país com maior número de participantes dessa rede social no mundo (70 milhões), ficando atrás apenas dos Estados Unidos da América (158 milhões). De acordo com o instituto americano de pesquisa em redes sociais Socialbackers, o Facebook está presente na vida de 89,7% dos internautas brasileiros.

Ainda segundo a Socialbackers, o perfil dos usuários brasileiros de Facebook é formado por 53% de mulheres e 47% de homens, sendo a maioria jovens adultos (18 a 34 anos de idade).

O CNJ entrou na rede social de maior destaque no mundo em abril de 2011 e, desde então, vem conseguindo conquistar 4 mil novos fãs por semana. Por dia, são postadas cinco publicações sobre os mais diversos assuntos do universo jurídico.

Veja, abaixo, os posts que fizeram sucesso na página do Facebook do CNJ esta semana:

Dia 1º de maio:

No dia 1º de maio de 1994, o Brasil perdeu um dos seus maiores ídolos: Ayrton Senna da Silva. Sua reputação de piloto veloz ficou marcada por recordes e vitórias inesquecíveis na Fórmula 1. Ele se tornou símbolo de obstinação e patriotismo e levou o nome do Brasil para além das pistas do automobilismo internacional. Sua morte prematura, aos 34 anos de idade, ao chocar seu carro com o muro na curva Tamburello, do circuito de Ímola (Itália), deixou um vazio nos brasileiros que não se esquecem de seus tempos de glória e alegria proporcionados por ele aos domingos. E hoje, dia 1º de maio de 2013 – Dia Internacional do Trabalho, deixamos aqui uma homenagem ao nosso tricampeão (1988, 1990 e 1991), um profissional dedicado, ousado e inesquecível para os brasileiros.

Dia 29/4: “Não basta que todos sejam iguais perante a lei. É preciso que a lei seja igual perante todos.” Salvador Allende

Regina Bandeira
Agência CNJ de Notícias