CNJ no Ar destaca o Museu do Crime, no Amazonas

Compartilhe

O Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM) está criando o Museu do Crime na capital do estado. A sala memorial, que funcionará no anexo da corte amazonense, contará com armas e indumentárias que foram utilizadas em processos criminais analisados pelos magistrados do tribunal e que tiveram grande impacto na sociedade. Para falar sobre o assunto, o CNJ no Ar entrevista, nesta sexta-feira (31/5), o juiz auxiliar da presidência do TJAM Adalberto Carim Antônio.
 
Outro destaque do programa de hoje é o recadastramento biométrico na área indígena Lago Grande, realizado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE/RR). A coordenadora do escritório de projetos do TRE/RR, Marta Zaccarini, será a segunda entrevistada para falar sobre o projeto.

O CNJ no Ar é transmitido pela Rádio Justiça, de segunda a sexta-feira, a partir das 10 horas, na frequência 104.7 FM. O programa, uma parceria entre o CNJ e a Rádio Justiça, também pode ser acessado pelo site www.radiojustica.jus.br.

Agência CNJ de Notícias