CNJ no Ar destaca provimento de reconhecimento de paternidade gratuito

Compartilhe

A edição desta sexta-feira (14/9) do programa CNJ no Ar, da Rádio Justiça, divulga o provimento editado pela Corregedoria Nacional de Justiça, órgão do CNJ, que assegura a averbação do reconhecimento de paternidade gratuito aos que comprovarem ser pobres. A iniciativa tem como finalidade incentivar o reconhecimento voluntário e evitar que pessoas interessadas em formalizar o reconhecimento da paternidade deixem de fazê-lo por falta de condições financeiras.

No bloco seguinte, os ouvintes ficarão por dentro dos principais pontos discutidos no primeiro Seminário de Sensibilização para Implantação do Programa Justiça Terapêutica no Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia (TJRO). No evento, foram debatidas alternativas para combater a problemática das drogas naquele estado. Em entrevista, o juiz auxiliar da corregedoria do TJRO e coordenador do grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Penitenciário em Rondônia, Sérgio Willian Domingues Teixeira, explica o assunto.

Transmitido pela Rádio Justiça, de segunda a sexta-feira, a partir das 10h, na frequência 104,7 FM, o CNJ no Ar consiste em uma parceria do CNJ com a Rádio Justiça. O programa também pode ser acessado pelo site www.radiojustica.jus.br.

Agência CNJ de Notícias