Começa a inspeção nas aeronaves da Vasp que serão desmontadas

Compartilhe

Teve início na  quinta-feira (24/03),no aeroporto de Congonhas, uma inspeção nas aeronaves da Vasp, que serão desmontadas durante o Programa Espaço Livre. Implantado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em parceria com a Empresa de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), o Ministério da Defesa e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o Programa Espaço Livre tem como objetivo remover dos aeroportos brasileiros as aeronaves que estão sob custódia da Justiça. O desmonte deve ocorrer na primeira quinzena de abril.

 

A primeira etapa do Programa Espaço Livre tem como alvo as 27 aeronaves da Vasp que estão ociosas e espalhadas em aeroportos do país há cerca de seis anos. Após a retirada dos aviões de Congonhas, a área será devolvida para a Infraero, que poderá ampliar o aeroporto. Os aviões da Vasp hoje ocupam  área de 170 mil m2, o que equivale a 10% do aeroporto. A falência da Vasp, considerada a maior e mais complexa que já existiu no país, se deu em 2008.

 

O Major Hans Peter, na Força Aérea Brasileira há 26 anos, foi recebido pelo Juiz Auxiliar da Corregedoria Nacional de Justiça, Marlos Augusto Melek, responsável pelo programa no CNJ, para inspecionar aqueles aviões. Além deles, foram analisados os locais para onde as sucatas serão levadas. Os técnicos também vistoriaram as ferramentas e apoio em solo que precisarão, sendo que muitos apoios serão fabricados pelos próprios militares dentro do aeroporto, como suportes para asas e para o próprio avião.

O Major Hans produzirá em cerca de sete dias  relatório técnico, que será encaminhado a diversas áreas da Aeronáutica. A previsão é que esse trâmite dure 15 dias. Após esse prazo, uma médiade dez funcionários da Força Aérea Brasileira (FAB) pode começar o desmonte.

A ANAC continua trabalhando para fornecer à Justiça Laudos de Aeronavegabilidade, nos casos em que ainda há condições de voo, ou perecimento dos Jatos. Dois laudos que já foram entregues concluíram pela deterioração, sendo que são justamente estes dois aviões que serão inicialmente desmontados.

Além de limpar os aeroportos brasileiros, o Programa Espaço Livre vai estabelecer  prevenir para que tais fatos não se repitam no Brasil.

Luiza de Carvalho

Agência CNJ de Notícias