Confira os destaques da última sessão do CNJ presidida pelo ministro Ayres Britto

Você está visualizando atualmente Confira os destaques da última sessão do CNJ presidida pelo ministro Ayres Britto
Compartilhe

A 158ª sessão plenária do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), realizada nesta terça-feira (13/11), foi marcada pela assinatura de parcerias e pela despedida do ministro Ayres Britto, que se aposenta esta semana, ao completar 70 anos. Na ocasião, o CNJ firmou parceria com o governo do Distrito Federal, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) e o Ministério Público em ações que visam melhorar as condições das unidades de internação de adolescentes em conflito com a lei no Distrito Federal.

Além disso, foram firmadas outras duas parecerias, com os Correios e Telégrafos para a contratação de 800 egressos do sistema carcerário, e com o Ministério da Justiça, para fortalecer o sistema de Procons. Por unanimidade, os conselheiros também aprovaram proposta de resolução que dispõe sobre normas gerais para o atendimento, pelo Poder Judiciário, aos adolescentes em conflito com a lei no âmbito da internação provisória e do cumprimento das medidas socioeducativas. Durante a sessão, também foi aprovada a criação do Fórum Nacional do Poder Judiciário e Liberdade de Imprensa, que vai acompanhar as ações judiciais que tratem das relações com veículos de comunicação.

Dos 112 processos pautados para a sessão, 55 foram julgados e cinco receberam pedido de vista. Esta foi a última sessão do Conselho sob a presidência do ministro Ayres Britto, que foi homenageado pelos conselheiros e representantes de associações dos magistrados. A transparência foi o principal ponto ressaltado pelos membros do Judiciário, como um legado deixado pelo presidente. No próximo dia 22, o ministro do STF Joaquim Barbosa assume a presidência do Conselho.

Confira os principais destaques da 158ª sessão plenária do CNJ

158ª sessão em números

Processos pautados: 112

Processos julgados: 55

Pedidos de vista: 5

Mariana Braga
Agência CNJ de Notícias