Conselheiro conclama presidentes a adotarem políticas consistentes de comunicação

Compartilhe

O conselheiro Milton Nobre, presidente da Comissão de Relações e Interinstitucionais e Comunicação do CNJ, conclamou os presidentes dos tribunais de Justiça brasileiros a estabelecerem recursos orçamentários em rubricas específicas para as ações de comunicação social. “Gostaria de apelar aos presidentes para aparelharem o setor de comunicação. Não para produzir revista e folder, mas estabelecer ações institucionais”, afirmou. O conselheiro ressaltou que é importante que os presidentes ajudem a adotar uma política nacional de comunicação, medida que, segundo assinalou, evitará que o judiciário seja atingido e envolvido por ações e campanhas negativas. Milton Nobre destacou que o processo de judicialização das políticas colocou o judiciário no centro da definição das políticas públicas, uma realidade que ocorre em todo o mundo.

Milton Nobre também informou que o CNJ vai promover um programa piloto que dará consultoria para que os tribunais obtenham outorgas de rádio em seus estados. A medida poderá, inclusive, apoiar os tribunais para que adquiram equipamentos apreendidos pela Polícia Federal. A iniciativa será feita em parceria com a Rádio Justiça e o primeiro estado a ser contemplado será o Pará.

Marcone Gonçalves
Agência CNJ de Notícias