Conselho apoia planejamento estratégico dos tribunais

Compartilhe

A Comissão Permanente de Gestão Estratégica, Estatística e Orçamento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) retomou nesta quarta-feira (21/3), com uma visita ao Tribunal de Justiça de São Paulo, o trabalho de acompanhamento do planejamento estratégico dos tribunais e também do próprio CNJ. “Nossa ideia é ajudar, dentro do possível, os tribunais no que eles precisarem”, explica o conselheiro José Guilherme Vasi Werner, coordenador da comissão do Conselho.

As informações levantadas estão sendo processadas pelo Departamento de Gestão Estratégica do CNJ. A partir daí será possível identificar as principais dificuldades que o tribunal vem enfrentando no alinhamento estratégico e verificar o que o CNJ pode fazer para auxiliá-lo. A avaliação dos dados, ressalta Werner, será útil para a adoção de medidas que sirvam também para outros tribunais.

A necessidade de apoio é comum aos órgãos do Poder Judiciário. O presidente do TJSP, desembargador Ivan Sartori, por exemplo, já pediu apoio ao CNJ para organizar o setor de pagamento de precatórios da instituição. A principal dificuldade dos tribunais é a falta de recursos orçamentários, problema que pode ser amenizado com a cobrança pelos tribunais de remuneração sobre os depósitos judiciais.

O acompanhamento será feito em todos os tribunais. O próximo a ser visitado é o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, no dia 12 de abril.

Gilson Luiz Euzébio
Agência CNJ de Notícias