Conselho apoia projeto voltado para jovens em MG

Compartilhe

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) está apoiando o projeto “Amor Maior ao Menor”, uma ação concentrada que  envolverá, por meio de parcerias diversas, governo de Minas Gerais, Ministério da Justiça e prefeituras de 18 municípios da região do Alto Parnaíba, em Minas Gerais, que tem a proposta de beneficiar cerca de 400 jovens e adolescentes.
O objetivo é criar núcleos e hospitais para internação de menores de idade que possuem problemas com drogas, bem como estimular e adotar medidas educativas e de prevenção aos jovens e adolescentes, para que não adquiram este tipo de vício. O apoio do CNJ ao projeto foi destacado em visita do conselheiro Nelson Tomaz Braga à região na última semana, nas reuniões que deram início às atividades.

Ações integradas – De acordo com o conselheiro Nelson Tomaz Braga, a idéia é levantar condições para a construção e estrutura (com instalações e equipamentos adequados) de vários núcleos para recuperação dos jovens e adolescentes viciados em drogas. “Parte do apoio se dará em ações integradas e com a assinatura de convênios que formalizarão a parceria entre o Poder Público nas três esferas (Governo Federal, Estado e Municípios), o Judiciário, através do CNJ, bem como segmentos da iniciativa privada,”, afirmou o conselheiro Nelson Tomaz Braga.

A princípio, está programada a criação de quatro núcleos, número que posteriormente será ampliado. “A construção de cada núcleo levará em conta as peculiaridades da população a ser beneficiada”, explicou Nelson Tomaz Braga. “Trata-se de um projeto que reforça as ações do Conselho Nacional de Justiça voltadas para a defesa da cidadania e a consolidação do Estado brasileiro”, assegurou o conselheiro.

Hylda Cavalcanti
Agência CNJ de Notícias