Corregedoria avaliará Justiça de Goiás a partir de segunda

Você está visualizando atualmente Corregedoria avaliará Justiça de Goiás a partir de segunda
Compartilhe

A Corregedoria Nacional de Justiça realiza na próxima semana inspeção nas unidades administrativas e judiciárias do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO). A inspeção envolverá a Justiça de primeira e segunda instância, além dos cartórios extrajudiciais. De acordo com a portaria que determinou a realização da inspeção (Portaria n. 135), um dos fatos que motivaram o trabalho foi a falta de prestação das informações devidas pelos magistrados de primeiro grau no Sistema Justiça Aberta, do CNJ.

A abertura oficial dos trabalhos acontecerá na segunda-feira (19/11), às 11h, e contará com a participação do corregedor nacional de Justiça interino, conselheiro Jefferson Kravchychyn, que substitui temporariamente o ministro Francisco Falcão. O evento acontece no auditório do TJGO (Av. Assis Chateaubriand, 195, Setor Oeste), em Goiânia, e terá a participação do presidente do TJGO, desembargador Leobino Valente Chaves, e da corregedora-geral da Justiça, desembargadora Beatriz Figueiredo Franco. Após a abertura, o conselheiro Kravchychyn dará entrevista coletiva à imprensa.

Durante a inspeção, que acontece até a próxima sexta-feira (23/11), uma equipe da Corregedoria Nacional de Justiça também estará disponível para atendimentos reservados aos cidadãos que queiram se manifestar, apresentando queixas ou informações sobre o funcionamento da Justiça comum no estado.

O atendimento ao público será feito: no dia 19, de 14h a 17h; nos dias 20, 21 e 22, de 9h a 17h; e no dia 23, de 9h a 16h. Os interessados devem comparecer à sede do TJGO munidos de identidade, CPF e comprovante de residência. Entre os dias 19 e 22 de novembro, a distribuição das senhas para atendimento será feita até às 16h. No dia 23 as senhas serão distribuídas até às 14h.

Participam da inspeção na Justiça estadual de Goiás seis juízes-auxiliares do CNJ e quatro magistrados de outros estados, além de 27 servidores. Durante a inspeção os trabalhos forenses não serão interrompidos.

Tatiane Freire
Agência CNJ de Notícias