Desmonte de aeronaves sucateadas será retomado em agosto

Você está visualizando atualmente Desmonte de aeronaves sucateadas será retomado em agosto
Compartilhe

A Corregedoria Nacional de Justiça programou para 2 de agosto o próximo desmonte de aeronaves de grande porte que estão sucateadas e paradas nos aeroportos brasileiros. O corregedor nacional de Justiça, ministro Francisco Falcão, participará de cerimônias em Salvador/BA e Recife/PE que marcarão o início dos desmontes de cinco aeronaves pertencentes à massa falida da Vasp.

A iniciativa faz parte do programa Espaço Livre, criado em fevereiro de 2011 com a finalidade remover dos aeroportos toda a sucata de aviões pertencentes a empresas aéreas que faliram nos últimos anos e que ainda ocupam espaços nos terminais. O programa busca unir as diversas autoridades envolvidas na questão e buscar soluções para a retirada das aeronaves dos pátios e hangares dos aeroportos.

Com o desmonte das cinco aeronaves da Vasp (modelos Boeing 737-200), o Aeroporto Internacional de Salvador Deputado Luís Eduardo Magalhães e o Aeroporto Internacional de Recife Gilberto Freyre estarão livres dos restos de aeronaves deixadas por empresas aéreas falidas ou em processo de recuperação judicial. Restarão 36 aviões abandonados em sete aeroportos brasileiros, localizados nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Amazonas, Minas Gerais, Maranhão e também no Distrito Federal. Desde o início do programa, 19 aeronaves de grande porte foram desmontadas, leiloadas ou removidas.

No último dia 15 de maio, o ministro Francisco Falcão e o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, desembargador Ivan Sartori, reuniram-se na sede do TJSP com representantes da Infraero e das concessionárias responsáveis pela administração dos aeroportos. O encontro deu início à elaboração do cronograma de desmontes do segundo semestre de 2013. Novo encontro está previsto para os próximos dias, em Brasília/DF, com o objetivo de definir as novas ações do programa.

Tatiane Freire
Agência CNJ de Notícias