Ellen Gracie: “contribuição do Judiciário para combater a violência”

A presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Ellen Gracie, apresentou no fim da manhã desta segunda-feira (19/03) como funciona o Sistema Integrado de População Carcerária.  

A presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Ellen Gracie, apresentou no fim da manhã desta segunda-feira (19/03) como funciona o Sistema Integrado de População Carcerária. A demonstração se realizou na sede da Fiesp, em São Paulo, onde a ministra assinou dois convênios de cooperação com o presidente da instituição, Paulo Skaf.

De acordo com a ministra Ellen Gracie, o Sistema Integrado é uma intervenção incisiva no ciclo da violência. "O banco de dados é a contribuição do Poder Judiciário para intervir e fazer cessar esse ciclo", disse.

A ministra ainda lembrou que, com o Sistema Integrado, os juízes de execução penal terão mais agilidade para trabalhar. "Teremos condições de dar mais celeridade aos juízes de execução penal, já que eles terão todas as informações on-line", completou.

Com o acesso ao banco de dados, esses juizes poderão ver instantaneamente informações importantes sobre os presos, como se ele já pode ter a progressão de sua pena, se pode passar para o sistema aberto ou semi-aberto, entre outros.

Após a apresentação da ministra, teve início o seminário "O papel da mediação para o crescimento do Brasil".

Deixe um comentário