Gestão por competências contribui para um Judiciário melhor, diz conselheiro do CNJ

Você está visualizando atualmente Gestão por competências contribui para um Judiciário melhor, diz conselheiro do CNJ
Compartilhe

Foi aberto na manhã desta quarta-feira (20/3), em Brasília/DF,o I Seminário de Gestão por Competências do Poder Judiciário, uma parceria entre o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Supremo Tribunal Federal (STF) que tem por objetivo aprimorar os serviços da Justiça a partir do estímulo ao conhecimento e às habilidades dos servidores. Na solenidade de abertura, o conselheiro José Lucio Munhoz, presidente da Comissão Permanente de Eficiência Operacional e Gestão de Pessoas do CNJ, destacou que os debates do evento contribuirão significativamente para a melhoria do atendimento prestado pelo Poder Judiciário às demandas da população.

“A gestão por competências permite que a gente tente perceber em que podemos melhorar e evoluir, além de reconhecer que somos falíveis, porque ainda há muita gente que se acha infalível. Se a gente puder sempre se aprimorar e refletir sobre nossas competências, vamos trazer uma oxigenação à nossa instituição, possibilitando melhor atendimento aos nossos jurisdicionados, com uma Justiça mais célere e efetiva. Todos aqui presentes contribuem para que tenhamos um Poder Judiciário melhor”, afirmou Munhoz.

O conselheiro abriu o evento ao lado da secretária de Gestão de Pessoas do CNJ, Selma Vera Cruz, e do chefe do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Servidores do Poder Judiciário (CEAJud/CNJ), Diogo Albuquerque Ferreira. O público presente ao auditório da 2ª Turma do STF, local do seminário, é formado por magistrados, secretários e diretores de recursos humanos e gestão de pessoas do Judiciário federal e estadual.

Ao longo do dia, serão apresentadas aos participantes experiências de sucesso na gestão por competências, uma metodologia de administração focada nas habilidades necessárias à realização das mais diferentes tarefas. Na primeira parte do seminário, foram proferidas palestras do gerente de divisão da Diretoria de Gestão de Pessoas do Banco do Brasil, Hugo Pena Brandão, e da gerente de Projeto da Spot Recursos Humanos, Janice Pereira, que apresentou o case do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE/DF).

Jorge Vasconcellos
Agência CNJ de Notícias