Grupo estudará mudanças na promoção de magistrados pelo critério de merecimento

Você está visualizando atualmente Grupo estudará mudanças na promoção de magistrados pelo critério de merecimento
Compartilhe

Portaria publicada nesta semana, no Diário de Justiça Eletrônico, institui a criação de um grupo de trabalho cuja finalidade é a apresentação de propostas para aperfeiçoar a Resolução CNJ n. 106, que dispõe sobre as regras a serem observadas pelos tribunais nas promoções de magistrados pelo critério de merecimento.

O grupo, composto por oito magistrados, será coordenado pelo conselheiro Guilherme Calmon e ficará subordinado à Comissão Permanente de Eficiência Operacional e Gestão de Pessoas.

Entre as atribuições do grupo, estão realizar um diagnóstico sobre os principais problemas enfrentados pelos tribunais na aplicação das regras previstas na resolução e analisar os procedimentos de impugnação recebidos pelo CNJ relativos a processos de merecimento, realizados pelos tribunais. Ao final, deverá apresentar propostas de revisão e modificação da Resolução CNJ n. 106, que poderão ser submetidas ao Plenário do CNJ.

Além do conselheiro Calmon, farão parte desse grupo de trabalho o desembargador do TJRS, Diógenes Vicente Hassan Ribeiro, o desembargador do TRF da 2ª Região, Abel Fernandes Gomes, o desembargador do TRT da 10ª Região, Alexandre Nery de Oliveira, o juiz do TJSP, Gilson Delgado Miranda, o juiz do TRF da 3ª Região, Décio Gabriel Gimenez, o juiz do TRT da 15ª Região, Guilherme Guimarães Feliciano, e o juiz auxiliar da Presidência do CNJ Clenio Schulze.

De acordo com a Portaria, o grupo terá prazo de 12 meses para apresentar o relatório final e as propostas de alteração à Resolução CNJ n. 106.

Tatiane Freire
Agência CNJ de Notícias