Inscrições para seleção nacional da Funpresp-Jud começam nesta quarta-feira

Você está visualizando atualmente Inscrições para seleção nacional da Funpresp-Jud começam nesta quarta-feira

Começa nesta quarta-feira (28/8) o prazo de inscrição para a Seleção Nacional para Provimento de Vagas da Fundação de Previdência Complementar dos Servidores Públicos Federais do Poder Judiciário (Funpresp-Jud). Os interessados poderão se inscrever, gratuitamente, até o próximo dia 30, por meio de formulário que será disponibilizado pela área de Gestão de Pessoas de cada órgão do Poder Judiciário da União, Ministério Público da União e Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). A seleção é exclusiva para servidores desses órgãos, desde que não estejam em estágio probatório.

Ao todo, serão abertas oito vagas para seis empregos em comissão. O cargo de nível médio é o de Assistente, para o qual há três vagas a serem preenchidas. Os de nível superior são de Coordenador de Administração e Finanças; Coordenador de Tecnologia e Informação; Chefe da Seção de Gestão de Pessoas; e Chefe da Seção de Administração, Contabilidade e Finanças. Para todos esses cargos há apenas uma vaga. O único cargo que exige nível de pós-graduação com especialização lato sensu é o de Diretor de Administração, para o qual há uma vaga a ser preenchida.

O processo seletivo vai ocorrer em duas fases: análise curricular de caráter eliminatório e classificatório, a ser realizada de 4 a 10 de setembro, e entrevista de caráter classificatório, programada para acontecer de 18 a 20 de setembro. O concurso écoordenado pela Comissão de Seleção, nomeada pela Ata da Reunião Extraordinária do Conselho Deliberativo da Funpresp-Jud, ocorrida no dia 20 de agosto. Clique aqui para ver o edital.

Todas as fases do processo seletivo ocorrerão em Brasília/DF. Os candidatos selecionados serão cedidos ao Funpresp-Jud e vão trabalhar em Brasília, mas não terão direito a ajuda de custo ou auxílio-moradia. Mais informações podem ser obtidas pelo portal http://www.funprespjud.com.br/.

Agência CNJ de Notícias

Deixe um comentário