Mulheres cumprem penas em péssimas condições no Norte

Você está visualizando atualmente Mulheres cumprem penas em péssimas condições no Norte
Compartilhe

Levantamento do Sistema Geopresídios, mantido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), apontou as condições precárias das prisões femininas na Região Norte. Das 21 unidades prisionais femininas existentes, 11 estão em condições ruins (3) ou péssimas (8). Os dados foram obtidos durante inspeções feitas por juízes em unidades penitenciárias de todo o país. As inspeções analisaram itens como iluminação, fornecimento de água, coleta de esgoto, assim como o estado geral de celas e dependências. Também foi verificado se as presas dispunham de assistência à saúde e jurídica, assim como a qualidade da alimentação servida.

Em entrevista para a TV Amazônica, o conselheiro Rogério Nascimento, que participa do grupo de trabalho do CNJ que investiga a crise no sistema carcerário da Região Norte, afirmou que teme que a precariedade nas unidades femininas contribua para a ocorrência de problemas semelhantes aos do começo do ano, nos presídios masculinos. “Sabemos que, na Região Norte, vive-se um momento de tensão. E, embora menos frequentes, as facções criminosas também atuam nos presídios femininos. E sabemos que já houve, no passado, rebelião com mortes em unidades femininas”, diz.

 

 

Assista à reportagem da TV Amazônica aqui.

Agência CNJ de Notícias