Museu do TJ prestigiará a Semana Nacional da Conciliação

 

O Museu do Judiciário Catarinense integra as atividades da Semana Nacional de Conciliação, com a abertura da 15 ª etapa da Exposição Itinerante marcada para a esta sexta-feira, dia 7 de dezembro, no Centro de Eventos José Ijair Conti, em Criciúma.

O objetivo do evento é expor, por meio das imagens históricas, uma parte da memória da Justiça catarinense. Na noite de sexta-feira, espera-se a participação de cerca de mil pessoas.

No sábado (8/12), a exposição do Museu continuará no mesmo ambiente, onde ocorrerão as atividades de conciliação ao longo do dia. No início da noite, no encerramento das atividades da Semana Nacional da Conciliação, acontecerá a cerimônia coletiva de casamento de 90 casais.

A exposição itinerante do Museu do Judiciário, que estará em Criciúma neste final de semana em atenção ao convite da juíza Janice Ubialli, diretora do Foro, contém os objetos que compõem o acervo institucional sob a guarda do Museu do Judiciário Catarinense, órgão do Poder Judiciário de Santa Catarina. O acervo a ser exposto ao público visitante é constituído de documentos da instalação do Tribunal, coleção de imagens fotográficas de momentos marcantes do Judiciário catarinense, peças de mobiliário antigo e objetos que compõem o aparato material de suporte ao trabalho da Justiça no Estado.

O tema da exposição itinerante, "Memórias por uma Justiça cidadã", ao apresentar um recorte de imagens registradas no passado, tem a finalidade de estabelecer um elo de comunicação com a atualidade, proposta na temática elaborada de destacar o papel dos eventos na construção da história do Poder Judiciário catarinense que é também parte da história de Santa Catarina. Serão apresentados ao público visitante vídeo institucional, imagens das comarcas de Santa Catarina, referências das obras produzidas por magistrados e servidores do Judiciário Catarinense, coletânia de CD's da Jurisprudência Catarinense e informações dos serviços prestados pelo Tribunal.

A exposição faz parte do projeto de divulgação da memória, dentro do Programa institucional de Preservação e Difusão do Patrimônio Histórico do Poder Judiciário catarinense.

(Fonte: Assessoria de Comunicação do TJSC)

Deixe um comentário