Encerramento do Mutirão Carcerário, no Rio Grande do Sul, é destaque do CNJ no Ar

Compartilhe

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul realiza nesta sexta-feira (6/12) solenidade que marcará o encerramento do Mutirão Carcerário no estado. A cerimônia é relativa à quinta etapa do mutirão no ano, que analisou a situação jurídica de mais de 4,6 mil presos de 48 comarcas.

Promovido pela Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ), a iniciativa atende à Resolução do Conselho Nacional de Justiça que determinou a instalação, pelos tribunais, de Grupos de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário (GMFs), encarregados de planejar e coordenar os mutirões. Para falar sobre o resultado desse mutirão, o programa CNJ no Ar desta quinta-feira (5/12) entrevista a corregedora geral de Justiça do Rio Grande do Sul, Deborah Coleto de Morais.

O programa de hoje vai falar também sobre o nono mutirão para resolver ações que envolvam a cobrança de indenização do Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT), no Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco.

Transmitido pela Rádio Justiça na frequência 104.7 FM, o programa CNJ no Ar é uma parceria entre o CNJ e a Rádio Justiça e vai ao ar de segunda a sexta-feira, a partir das 10 horas. O programa também pode ser acessado pelo site www.radiojustica.jus.br.

Agência CNJ de Notícias