Objetos históricos da VASP serão leiloados dia 19/9

Compartilhe

Vinte lotes de bens históricos da companhia VASP, cuja falência foi decretada em 2008, serão leiloados no dia 19 de setembro, às 14h, na Casa de Portugal – Av. Liberdade, 602, 3º andar, São Paulo/SP.

O leilão é uma iniciativa da Corregedoria Nacional de Justiça, como parte do Programa Espaço Livre, que  objetiva remover todas as sucatas que ocupam espaço em aeroportos e prejudicam as operações do transporte aéreo brasileiro.  Os bens históricos, que foram separados em 20 kits, estão há anos no prédio em que ficava a administração da VASP em frente ao aeroporto de Congonhas. Desde a falência da companhia, o prédio  tornou-se uma habitação “fantasma” e milhares de objetos com grande valor histórico ficaram abandonados. Entre os bens e souvenires, estão uniformes dos comandantes, maquetes, quadros, aviões de porcelana e objetos de decoração da companhia.

O leilão, que terá lances acessíveis, a partir de R$ 300, 00, deve atrair colecionadores e demais interessados no patrimônio histórico da aviação. A verba arrecadada no leilão, organizado pelo juiz Daniel Carnio Costa da Vara de Falências de São Paulo, será destinada aos integrantes da massa falida da VASP, ou seja, aos credores da companhia habilitados no processo judicial de falência.

O leilão também será feito pela internet, por meio do seguinte site:

wwww.freitasleiloeiro.com.br

Espaço Livre – O Programa Espaço Livre foi lançado em fevereiro, com o objetivo de remover todas as sucatas que ocupam espaços em aeroportos. Ao todo, no País, são 50 aviões de grande porte que estão sucateados, gerando dificuldades incalculáveis para a Infraero, companhias aéreas e usuários do transporte aéreo. Além disso, o espaço ocupado por elas poderia ser destinado a aeronaves comerciais que estão em uso e frequentemente não têm onde estacionar, agravando o caos aéreo. Há também problemas relacionados à saúde pública, pois já foram detectados diversos focos de dengue nas aeronaves paradas há mais de cinco anos.

A primeira etapa do Programa Espaço Livre, que é coordenado pela Corregedoria Nacional de Justiça, tem como alvo os aviões vinculados a massas falidas. Atualmente, está sendo realizado o desmonte das aeronaves em Congonhas. Até o 1º trimestre de 2012, o Programa Espaço Livre, da Corregedoria Nacional de Justiça, vai remover as antigas aeronaves da VASP e da Transbrasil dos aeroportos de Guarulhos e Viracopos, em São Paulo e Campinas; do Galeão, no Rio de Janeiro; Juscelino Kubitschek, em Brasília; Salgado Filho, em Porto Alegre; aeroporto Deputado Luís Eduardo Magalhães, em Salvador e aeroporto Eduardo Gomes, em Manaus.

Luiza de Carvalho
Agência CNJ de Notícias