Pádua: “CNJ está pronto para dar todo o apoio à Bahia”

O corregedor nacional de Justiça, ministro Antônio de Pádua Ribeiro, afirmou que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) está pronto para dar todo o apoio à Bahia no que diz respeito ao aperfeiçoamento do Judiciário no estado. "Este é um momento auspicioso, em que o conselho dará todo o suporte necessário", disse. A declaração foi feita durante a assinatura de convênio entre o CNJ e a Bahia, que aconteceu esta tarde (11/07), em Salvador.

Além de Pádua Ribeiro, também firmaram o documento o governador da Bahia, Paulo Souto, o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Clóvis Ferraz, e o presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, desembargador Benito Figueiredo.

O convênio prevê a realização de estudos visando a modernização da Justiça baiana, tornando-a mais eficiente, transparente, presente e democrática.

Para o governador Paulo Souto, a assinatura do convenio demonstra a conjugação de esforços em prol do Judiciário. "No Executivo nós vamos continuar colaborando como sempre temos feito nos últimos anos. Uma Justiça atuante é importante para qualquer país, inclusive no plano econômico", disse.

Para Clóvis Ferraz, a união dos três Poderes vai estabelecer mecanismos para fortalecer o Poder Judiciário. "Temos certeza absoluta de que o convênio trará bons resultados. E quem ganha com isso é a sociedade". O desembargador Benito Figueiredo completou lembrando que o projeto é um grande passo para a atualização da Justiça.  

O convênio terá vigência a partir de sua publicação no Diário Oficial da União, pelo prazo de até 180 dias.

Deixe um comentário