Programa CNJ no Ar fala sobre os direitos do preso para o saidão de fim de ano e as consequências para quem não voltar para as celas

Compartilhe

No fim do ano, diversos presos que cumprem penas nos presídios do País recebem o benefício do “saidão” para passar o período de festas no convívio familiar. O problema é que muitos não retornam. Quais são as regras para que os apenados tenham o direito ao benefício e o que acontece com os que não retornam para o cumprimento da pena. Para falar sobre o assunto, o CNJ no Ar entrevista, nesta quarta-feira (8/1), o advogado especialista em direito público e privado, Marcelo Nobre, que foi conselheiro nacional de Justiça por quatro anos.

Outro destaque no programa de hoje é a reportagem especial da Rádio Justiça sobre o projeto “Pequenos gestos, Grandes transformações”, do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo, de recuperação do meio ambiente. A ação tem mudado hábitos dos servidores do TRT e resultado na coleta de toneladas de materiais recicláveis.

Transmitido pela Rádio Justiça na frequência 104.7 FM, o programa CNJ no Ar é uma parceria entre o CNJ e a Rádio Justiça e vai ao ar de segunda a sexta-feira, a partir das 10 horas. O programa também pode ser acessado pelo site www.radiojustica.jus.br.

Agência CNJ de Notícias