Programa de cidadania é tema do CNJ no Ar

Compartilhe

O programa CNJ no Ar, da Rádio Justiça, dá destaque na edição desta sexta-feira (2/3) ao trabalho que vem sendo realizado pelo Tribunal de Justiça do Mato Grosso (TJMT) de avaliação dos casos de prisão provisória naquele estado e de revisão de processos disciplinares.

Conforme informações do CNJ, o tribunal matogrossense  superou a meta de reduzir em ao menos 44% a proporção de presos provisórios em relação à quantidade total de detentos em cada estado. Para mostrar detalhes sobre o assunto, bem como o êxito deste trabalho, o programa entrevista a juíza auxiliar da Corregedoria-Geral de Justiça de Mato Grosso, Selma Rosane Santos Arruda.

Em outro bloco, o CNJ no Ar também aborda o termo de cooperação firmado esta semana entre o Conselho e diversos órgãos (entre os quais o Conselho Nacional do Ministério Público e o Ministério da Justiça) com o objetivo de facilitar para os índios, o acesso a documentos pessoais básicos. Para falar sobre o assunto, a edição traz entrevista com o juiz auxiliar da presidência do CNJ, Daniel Issler – um dos coordenadores do projeto Cidadania-Direito para Todos.

O CNJ no Ar consiste numa parceria do Conselho Nacional de Justiça com a Rádio Justiça. O programa é transmitido pela Rádio Justiça, de segunda a sexta-feira, a partir das 10h, na frequência 104,7 FM. Também pode ser acessada pelo site www.radiojustiça.jus.br .

Agência CNJ de Notícias