Segundo dia da Semana da Conciliação no Rio Grande do Sul tem 290 audiências

A Justiça do Trabalho gaúcha realizou nesta terça-feira (4/12), no segundo dia da Semana da Conciliação, 290 audiências, resultando em um total de 132 acordos homologados, o equivalente a 45,52%. No total, durante o dia, foram atendidas 457 pessoas, e a soma dos valores resultantes dos acordos homologados chegou a R$ 1.326.378,14. 

A Semana da Conciliação é promovida pelo Conselho Nacional de Justiça, em âmbito nacional, dentro do Movimento pela Conciliação, com o objetivo de aumentar o número de acordos e diminuir a litigância. Na segunda-feira, primeiro dia do mutirão, a Justiça do Trabalho gaúcha realizou 211 audiências, resultando em 99 acordos homologados, o equivalente a 47%.

No primeiro dia de trabalho, foram realizadas 211 audiências, resultando em 99 acordos homologados, o equivalente a 47%, que juntos somam quase R$ 1,5 milhão. O presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT-RS), Juiz Denis Marcelo de Lima Molarinho, o vice-pesidente, Juiz João Ghisleni Filho, e a Corregedora Regional, Juíza Beatriz Zoratto Sanvicente, visitaram os locais do Foro Trabalhista de Porto Alegre onde estão sendo realizadas as audiências especiais da semana. Para a advogada Vanessa Vestena, atuando em pauta especial realizada na sala de audiências da 30ª Vara do Trabalho de Porto Alegre, a Semana da Conciliação "é uma iniciativa maravilhosa", porque antecipou a audiência de sua cliente, permitindo a realização de acordo de forma rápida com resultados positivos. Já Carmem Regina Mota de Paula, reclamante, destacou a viabilidade e praticidade da campanha.

Durante o resto da semana, as pautas especiais do 1º grau continuam ocorrendo, nos turnos das 9h às 10h50min e das 14h às 16h. Os locais das audiências são: a Direção do Foro, a sala dos Apenados, as salas de audiências da 18ª e da 30ª Varas do Trabalho. Já no 2º grau, as atividades vão das 9h às 12h30min, turno em que serão tratados processos relativos a recursos de revista, embargos e agravos, e das 13h30min às 18h30min, intervalo reservado às ações envolvendo pagamento de precatórios de Estados e Municípios.

(Fonte: Assessoria de Comunicação Social do TRT-RS)

 

 

Deixe um comentário