Sessões plenárias do CNJ poderão ser acessadas pelo YouTube

Você está visualizando atualmente Sessões plenárias do CNJ poderão ser acessadas pelo YouTube
Compartilhe

A partir da próxima quarta-feira (15/5) as sessões do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) passarão a ser disponibilizadas no portal do órgão no YouTube. Nessa data, os interessados já poderão ter acesso à íntegra do vídeo da 169ª Sessão Ordinária, que será realizada na terça-feira (14/5). Os vídeos de todas as próximas reuniões do colegiado ficarão disponíveis para acesso público no canal, no prazo de 24 horas após o término de cada reunião plenária.

A iniciativa busca conferir maior transparência às atividades do Conselho, além de garantir o cumprimento da Lei de Acesso à Informação (Lei n. 12.527/2011). Pela legislação, os órgãos públicos devem garantir aos cidadãos acesso ágil às informações disponíveis. “É uma inovação bem-vinda para o CNJ porque garante maior transparência aos julgamentos e possibilita maior conhecimento, por parte dos cidadãos, das atividades do Conselho”, destacou o ouvidor do CNJ, conselheiro Wellington Saraiva.

Segundo ele, a disponibilização dos vídeos na internet vai possibilitar a formação de acervo permanente dos julgamentos do CNJ, em complemento à jurisprudência já disponível no portal do Conselho. Será valiosa fonte de informação para as partes em processos, membros do Judiciário e pesquisadores, conforme avalia o ouvidor. A medida foi tomada após o CNJ receber demandas de advogados e cidadãos interessados em acessar o áudio de reuniões plenárias. “A partir desse pedido, adotou-se a inovação, que vai beneficiar toda a sociedade”, conclui o conselheiro.

Mariana Braga
Agência CNJ de Notícias