Sistema criado pelo TJBA para demandas de saúde já recebeu mais de 150 atendimentos

Você está visualizando atualmente Sistema criado pelo TJBA para demandas de saúde já recebeu mais de 150 atendimentos
Compartilhe

Implantado na segunda quinzena de março dentro do que estabelece recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o sistema de plantão judiciário voltado especificamente para as demandas de saúde do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) e atendimento aos jurisdicionados daquele estado tem se destacado em todo o país. E, com pouco mais de 15 dias, já acumula mais de 150 solicitações. O plantão permite aos juízes que recebem pedidos de liminar referentes à assistência à saúde, ter apoio e assessoramento, durante 24 horas do dia, de um profissional da área para orientações e informações sobre medicamentos e necessidades exigidas por determinados casos clínicos. O que permite um andamento mais célere aos processos e decisões mais equilibradas por parte destes magistrados.

Fórum da Saúde – A iniciativa do TJBA foi elaborada, conjuntamente, pela presidência do tribunal e a sua diretoria de Assistência à Saúde (DAS), vinculada à secretaria de administração do mesmo. Atende a recomendação feita pelo CNJ durante o primeiro encontro do Fórum Nacional do Judiciário para a Saúde – mais conhecido como Fórum da Saúde. O Fórum tem a proposta de acompanhar e monitorar as demandas judiciais referentes a este setor e propor aos tribunais, alternativas para que tais processos sejam julgados em ritmo mais célere.

O plantão do TJBA conta com dois médicos em regime 24 horas e funciona da seguinte forma: o paciente que precisa resolver determinada demanda entra com a medida judicial por meio de um advogado ou defensor público, que por sua vez vai até o juiz. O médico do serviço apresenta seu parecer técnico sobre o caso, que em seguida é analisado pelo magistrado, conforme informou a assessora do serviço no TJBA, Jamile Ferraz. Como resultado, se antes a resposta para uma liminar demorava até 72 horas, hoje não passa de um dia.

Discussão do tema – Desde agosto do ano passado, o CNJ busca a resolução dos conflitos judiciais existentes no setor, por meio da instalação do Fórum da Saúde, que têm discutido o tema com representantes do Ministério da Saúde, acadêmicos, especialistas em medicamentos, hospitais e planos de saúde, além de magistrados, juristas e demais operadores de direito.

O objetivo do trabalho do CNJ é, por meio de comitês formados nos tribunais em cada estado, passar a ter uma espécie de radiografia destas demandas judiciais relacionadas ao setor de saúde, de forma a permitir maior controle destes processos, identificar quais são os principais problemas relacionados à área que afetam os cidadãos e, assim, subsidiar a elaboração de políticas públicas que venham a ajudar na resolução de tais conflitos.

Hylda Cavalcanti e TJBA
Agência CNJ de Notícias