Suposta irregularidade na Justiça do RS volta à discussão no CNJ

Você está visualizando atualmente Suposta irregularidade na Justiça do RS volta à discussão no CNJ
Compartilhe

A suposta prática de nepotismo no Judiciário do Rio Grande do Sul voltou a ser julgada nesta terça-feira (2/10), na 155ª sessão ordinária do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O Pedido de Providências 200910000043902, relatado pelo conselheiro Jorge Hélio Chaves de Oliveira, pede apuração de suposta prática de nepotismo no Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (TJRS). Depois de debatido pelos conselheiros, o corregedor nacional de Justiça, ministro Francisco Falcão, pediu vista do processo. A vista do ministro foi também estendida aos processos 0006359-10.2011.2.00.0000, 0001933-18.2012.2.00.0000,0003100-70.2012.2.00.0000,0003102-40.2012.2.00.0000, 0002573-21.2012.2.00.0000 porque todos esses tratam do mesmo assunto, porém em estados diferentes.

 Regina Bandeira

Agência CNJ de Notícias