Tribunal de Justiça do DF promove encontros de constelação familiar

Você está visualizando atualmente Tribunal de Justiça do DF promove encontros de constelação familiar

Os Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejuscs) de Brasília e de Taguatinga promovem, nos dias 29 de abril a 13 de maio, respectivamente, encontros do Projeto Constelar e Conciliar. Nas reuniões, serão realizadas oficinas vivenciais de Constelação Familiar Sistêmica, método terapêutico que tem sido usado em vários tribunais brasileiros para a resolução de conflitos.

A técnica já é empregada com sucesso nos tribunais da Bahia, Rondônia, Mato Grosso do Sul, Alagoas e de Goiás — que, inclusive, recebeu do CNJ o V Prêmio Conciliar é Legal pelo projeto. O objetivo das constelações é reduzir a excessiva judicialização das divergências e elevar a celeridade processual. As vivências ajudam a identificar os conflitos que se escondem por trás de demandas judiciais, viabilizando a resolução das lides e promovendo a paz social.

A participação das partes nas constelações é completamente voluntária. As inscrições são abertas ao público em geral, mas têm preferência partes e advogados com ações em trâmite na Justiça do DF. A adesão pode ser solicitada através do e-mail cursos.nupemec@tjdft.jus.br. O solicitante deve escrever, no assunto, o nome do projeto (“Projeto Constelar e Conciliar”). Com a aprovação da inscrição, a pessoa recebe a indicação do local em que será realizado o evento, que dura cerca de duas horas, em média.

Por meio do Projeto Constelar e Conciliar, a técnica das constelações familiares já tem a adesão da 1ª Vara Criminal de Brasília; Vara Cível, de Família, Órfãos e Sucessões do Núcleo Bandeirante; Cejuscs de Brasília e de Taguatinga, e Cejusc Superendividados. A medida está em consonância com a Resolução 125/2010 do CNJ, que estimula práticas que proporcionam tratamento adequado dos conflitos de interesses no âmbito do Poder Judiciário.

Fonte: TJDFT

Deixe um comentário