Campanha de adoção do CNJ bate recorde no Twitter, com 108 milhões de pessoas

Você está visualizando atualmente Campanha de adoção do CNJ bate recorde no Twitter, com 108 milhões de pessoas

A campanha #AdotarÉamor do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) ficou entre os sete assuntos mais comentados (Trending Topics) no Twitter em todo Brasil na manhã desta quinta-feira (25/5), Dia Nacional da Adoção. 

Mais de 108 milhões de pessoas foram alcançadas por posts que tinham a hashtag #AdotarÉamor, símbolo da campanha. Até às 15 horas de hoje, mais de 2 mil tuítes já tinham sido publicados em favor da ação de estímulo à adoção. 

A campanha contou com a adesão de figuras públicas, de astros da TV, de instituições e de clubes de futebol. “Ser mãe me proporcionou uma experiência de amor infinito. Adotar é amor”, diz a atriz Leandra Leal, em vídeo no Twiter. “Adotar é amor, e não é um amor pelo outro, é por você mesmo. Porque você não tem ideia do que você vai conhecer com a adoção. Tenha coragem: adote. A sua vida e o mundo só vão melhorar”, diz a apresentadora da Rede Globo Regina Casé.

 

   files/conteudo/imagem/2017/05/cf15066d9e3e187953248cecf430d2c8.png     files/conteudo/imagem/2017/05/a41daadbba0b14367295ee7bce0c25db.PNG

O jogador Marlone, do Atlético Mineiro, comentou sobre a sua experiência de ter sido adotado: “Graças à atitude dos meus pais, a adoção mudou minha vida. Eu fui adotado ainda na maternidade, mas existem milhares de crianças de todas as idades por todo o Brasil esperando para serem adotadas. Adotar é um gesto de amor, adote uma criança você também”. Outras figuras públicas como o ator  Lázaro Ramos e a cantora Elza Soares, entre outros, aderiram à campanha # AdotarÉamor.

Os Tribunais de Justiça de Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Ceará, Tocantins, Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Rondônia, Amapá, Paraíba, Minas Gerais, São Paulo e Acre, bem como a Defensoria Pública de Roraima e o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais, aderiram à campanha no Twitter.

Atualmente, de acordo com dados do Cadastro Nacional de Adoção (CNA), coordenado pela Corregedoria do CNJ, há 7.628 crianças aptas à adoção e 39.737 mil pessoas interessadas em adotar. No entanto, essa conta não fecha principalmente porque o perfil desejado por quem quer adotar não é compatível com aquele das crianças que estão à espera da adoção. A maior incompatibilidade se dá em relação à idade: 91% dos pretendentes do cadastro só aceitam crianças até seis anos, enquanto 92% das crianças têm entre 7 e 17 anos de idade. 

files/conteudo/imagem/2017/05/15a3b6212cf59a136ab5af07bdc7dcc3.png

Parceria com o Corinthians

No último domingo (21/5), os jogadores do Corinthians entraram em campo com a hashtag  #AdotarÉamor” estampada na camiseta alvinegra no  jogo contra o Vitória, na Arena Fonte Nova, em Salvador/BA, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. No Twitter, a ação alcançou 150 mil pessoas por meio da hashtag #AdotarÉamor. Ao longo do jogo, usuários da rede social reuniram as suas famílias, postaram fotos e mostraram apoio à adoção.

 

Luiza Fariello

Agência CNJ de Notícias