Tribunal de Alagoas vai implantar laboratório para restauração de documentos

You are currently viewing Tribunal de Alagoas vai implantar laboratório para restauração de documentos
Foto: Adeildo Lobo/TJAL
Compartilhe

A Comissão Permanente de Gestão Documental do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) debateu, no começo do mês, a implantação de um laboratório de restauração para recuperar documentos históricos. A equipe de trabalho também estuda medidas que viabilizem o armazenamento de todos os arquivos das comarcas da capital e do interior em um mesmo local.

“Nós temos a tarefa de preservar esse material histórico e é preciso equipar o Poder Judiciário com um laboratório compatível com a necessidade, que dê conta dessa tarefa ingente. Nós não podemos permitir que os processos históricos se transformem em lixo, precisamos evitar isso e só há um jeito que é formatando nosso laboratório”, destacou o desembargador Tutmés Airan de Albuquerque, presidente da Comissão.

O juiz Claudemiro Avelino explicou que o laboratório também contribuirá para aumentar o acervo do Centro Cultural e Memória do Poder Judiciário de Alagoas, do qual é curador. De acordo com o magistrado, o museu, o laboratório e o arquivo funcionarão como um tripé importante na preservação da história da Justiça alagoana. “Uma vez esse material reunido e tratado, ele será disponibilizado para que a informação seja democratizada, para que a sociedade, pesquisadores, estudantes, professores, visitantes possam ter acesso a essas informações. Esse é o objetivo maior do nosso Centro de Cultura e Memória.”

As servidoras Irina Costa, diretora do centro cultural, e Sulianne Barros Leal, diretora do Arquivo do Judiciário também participara da reunião, realizada na sede do TJAL. O Centro de Cultura e Memória foi inaugurado em janeiro deste ano e aguarda liberação das autoridades sanitárias para abrir para o público.

Fonte: TJAL